segunda-feira, 31 de maio de 2010

Estou apaixonada

Gente, preciso confessar a vcs. Foi mais forte do que eu. Tentei resistir, tentei não dar bola, mas não consegui...
Não não, não tem nenhum homem na jogada não. Namorado continua firme e forte, inclusive com intensões de mudar o título. rsrs

Vou explicar. Sábado estava com namorado indo para minha casa. Nosso trato foi que esse seria o meu final de semana, até porque ele precisava pagar a divida que ele contraiu aqui. Aí lembrei que ouvi falar de uma lojinha de retalhos e paninhos fofos em Niterói. Como ainda íamos passar por Niterói, convenci namorado a irmos.

E foi então que fiquei apaixonada... Sempre achei lindas certas combinações de tecidos, alem de dar um acabamento bem melhor na peça, e ficar bem mais diferente. Como se a peça, por si só, ganhasse personalidade própria. E tcha-rã-rã-rã... Comprei essas coisinhas fofas do lado. E como não poderia faltar: poás. Minha vontade era trazer todos os poás, mas a brincadeira com os tecidinhos foi bem mais cara do que eu imaginava. Snif... Snif... Então tive que deixar lá uma outra paixão: um tecidinho de poá lilás clarinho com bolinhas brancas. Ai ai... É tão bom ficar assim, desejando alguma coisa... Ah, mas ainda tinha o poá amarelinho, o vermelho... E aquele de joaninha, e o de florezinhas vermelhas... Eita... Quantas paixões!!!! rsrs

                  

Ah, e acabei lembrando de uma tiara que tenho de poá preto e branco com um flor de tecido... Lindo, né!!!!

Beijinhos...

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Lindalinda!!!


Oi oi oi
Como vcs estão? Espero que muuuito bem!


Estava pensando em qual peça postar hoje... Sabe, isso é complicado. Sempre penso que vai chegar um dia e não terei mais o que postar. Doido, ne! Rsrs


A peça de hoje foi uma das primeiras que fiz. E com um objetivo bem legal: presentear minha amiga lindalinda! Ah, é lindalinda tudo junto mesmo, viu. Uma daquelas coisas debilóides e carinhosas que só fazem sentido entre amigas!!! Rsrs


Mais uma vez, a escolha. Estava viajando em Santo André quando decidi que seria um porta-jóias. Escolhi um modelo bem legal na lojinha e também o papel que iria usar: duas menininhas, uma loura e outra morena para representar ela e eu.

Então, mãos a obra. Folheei as revistas atrás de algo bem legal e acabei achando. Usei decoupage, pintura a mão livre (não reparem, viu, porque não tenho muito jeito para essas coisas) e stencil.






Vamos ao PAP:

Material necessário:
1. Caixa de mdf
2. Tinta PVA branca
3. Tinta PVA marfim
4. Tinta PVA verde
5. Tinta PVA chocolate
6. Tinta PVA rosa

7. Tinta PVA preta
8. Lixa d'água 400
9. Papel para decoupage
10. Cola para decoupage
11. Verniz acrilico brilhante
12. Pinceis de cerda macia
13. Stencil para a lateral
14. Fita crepe para fixar o stencil
15. Potinhos para misturar tinta
16. Trincha para a cola
17. Cartão de crédito antigo
18. Tesoura
19. Estopa ou esponja marinha
20. Pinta-bolinhas ou um pincel bem fininho
21. Batedor ou um pedaço de esponja com um lado áspero

Como fazer:
1. Escolha uma boa peça de mdf como porta-jóias. Pode ser daquelas com diversos nichos internos;
2. Passe um pincel seco para tirar a poeira. Costumo usar também um pedaço de malha úmida (não pode deixar a peça úmida) e passar por toda a peça;
3. Espere secar bem e lixe a peça toda, por dentro e por fora, incluindo todos os nichos internos. A caixa deve ficar bem lisinha;
4. Vamos começar pela parte de baixo da caixa. Pinte toda a parte interna de marfim. Espere secar e dê outra demão.
5. A parte de baixo da peça, a que vai ficar em contato com o móvel, pinte de chocolate. Espere secar e também dê outra demão.
6. Agora a lateral da caixa. Em um potinho escureça a tinta marfim. Para isso misture duas gotinhas de tinta chocolate a um pouco de tinta marfim. Faça uma quantidade suficiente para fazer listras na lateral da caixa.
7. Em outro potinho, clareie a tinta chocolate. Para isso misture um pouquinho de tinta marfim a um pouco de tinta chocolate. Lembre que deve ter quantidade suficiente para completar as listras da lateral.
8. Pinte toda a lateral da peça com a mistura mais clara (a mistura feita no passo 6).
9. Depois de a lateral estar bem sequinha, com a ajuda da fita crepe, faça listras em toda a caixa. Nos espaços entre uma fita crepe e outra é onde iremos passar a mistura mais escura. Se vc quiser uma listra clara maior do que a largura da fita crepe que vc tiver, não tem problema, cole outro pedaço de fita até obter a largura desejada.
10. Com a mistura mais escura, cubra os espaços entre um pedaço de fita crepe e outro. Eu passei apenas uma demão das misturas para fazer as listras, porque ainda vamos finalizar com o stencil e não ficar uma peça muito grossa (com varias demãos). Mas veja como vc prefere. Se for passar mais de uma demão, lembre de fazer tinta suficiente nos passos 6 e 7. Se for necessário fazer mais um pouquinho, a segunda mistura nunca fica igual a primeira.
11. Depois de seco, fixe o stencil na lateral com a fita crepe no local desejado.
12. Para passar o molde para a peça, passe o pincel na tinta chocolate, tire o excesso, e cubra o desenho. Vai demorar um pouquinho, mas dessa forma a tinta mão borra. Repita isso (sempre tirando o excesso de tinta) até cobrir todo o desenho. Faça isso ao redor de toda a peça.






13. Agora vamos para a tampa. Pinte a parte interna da tampa com a tinta marfim. Espere secar e dê outra demão.
14. Pinte a lateral da tampa com a tinta chocolate. Dê a segunda demão após secar bem.
15. Na parte de cima da tampa, primeiro posicione onde as figuras vão ficar. O que eu fiz foi centralizar o desenho das duas meninas e, delimitei esse espaço fazendo duas linhas paralelas distando, mais ou menos, dois dedos das extremidades. Então ficou uma listra em cada lado da tampa. Cada listra eu dividi em três partes: as das extremidades ficaram apenas com dois dedos de comprimento (ou seja, ficou um quadradinho em cada extremidade) e um retângulo comprido no meio.





16. Pinte a parte central, que servira de fundo para as ilustrações, com a tinta marfim. Depois de seco, umedeça a esponja marinha, ou estopa, tire o excesso de água, molhe na tinta rosa, também tirando o excesso (para isso vc pode dar umas batidinhas em uma folha de papel), e dê batidinhas por cima do fundo marfim. Vc pode dar mais batidinhas com o rosa, cobrindo quase toda a tinta marfim, ou pode apenas dar uma quebrada na cor marfim, como se estivesse apenas "sujando" a tinta.
17. Em um potinho dilua a tinta chocolate com uma gotinha de tinta branca. Passe essa mistura nos quadradinhos de cima. Depois de secar, pegue um pincel bem fininho, ou o pinta-bolinhas, e faça bolinhas brancas.
18. Passe a tinta chocolate nos quadradinhos de baixo. Espere secar e depois faça florezinhas por cima. Vc pode fazer a florzinha que gostar. Para fazer as da caixinha, faça uma bolinha gordinha com a tinta branca, pinte um miolo com a tinta rosa. Para os cabinhos e folhas, use a tinta verde. Nos espaços entre as flores, faça bolinhas brancas bem fininhas.
19. Pinte os retângulos centrais com a tinta verde. Depois de seco, divida cada retângulo em listras horizontais. Pegue o batedor, ou uma esponja cortada na largura da listra, molhe na tinta branca e passe em listras intercaladas por cima da listra verde. Serão formados sulcos bem fininhos, como se vc tivesse rasgando de leve a tinta verde, ou mesmo fazendo uma pátina.
20. Para delimitar o fundo onde irão ficar as gravuras, faça um sombreado, apenas nas laterais, com a tinta chocolate. Faça o mesmo sombreado para delimitar os limites entre os quadradinhos e os retângulos.
21. Depois de seco, faça pontilhados com um pincel fininho e a tinta branca, delimitando ainda mais o fundo, os quadradinhos e as listras.
22. Com a ajuda da trincha passe cola onde as figuras irão ficar. Cole as figuras e vá alisando com cuidado.

23. Para completar o desenho, faça, com a tinta preta e o pincel fininho, o chão para não dar a impressão que as meninas estão "voando". Rsrs
24. E eu ainda escrevi "Amigas para Sempre" no alto da caixa.
25. Depois de tudo bem seco, passe o verniz acrílico brilhante por toda a caixa. Dê duas demãos. Eu costumo passar o verniz só no dia seguinte para ter certeza de que está bem sequinho.

E ai, gostaram? A minha amiga lindalinda amou demais!!! Também, um presente assim, customizado, não é para qualquer um não!!! Rsrs


Beijinhos...

terça-feira, 25 de maio de 2010

Alguém viu por ai?

Alguém viu uma inspiraçãozinha perdida por aí? Se virem, me avisem porque é a minha. Tô com um resfriado que não me larga... E esse friozinho dá uma empolgação...


Estou arrumando minha casa interna, sabe. Algumas grandes mudanças estão a caminho e por mais que sejam desejadas, quando elas vão ganhando forma, tornando-se realidade, é nesse momento que mais nos assustam.



Por que, em certos momentos, a gente parece querer nos sabotar? Por que acabamos complicando tanto? Por que sofrer tanto?



É bom deitar no travesseiro e perceber que vc está tentando, que vc está dando o seu melhor, fazendo o que pode? Mas quando o que se pode fazer não é bom? Eu diria que se perdoar é o melhor carinho que vc pode fazer a si mesma. Cada um faz o que pode, mesmo que o que se possa fazer não seja tão bom assim.



"Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino" (I Co 13.11). Entrar na maturidade de alma, crescer moralmente, aprender a conviver com o outro, com as suas dificuldades e, principalmente, com as nossas próprias, é algo que exige trabalho... Mas a gente não pode desistir. Estamos fadados a perfeição. " a lançar-vos um dia, livres e alegres, no seio dAquele que vos criou fracos para vos tornar perfectíveis e que quer modeleis vós mesmos a vossa maleável argila, a fim de serdes os artífices da vossa imortalidade" (Evangelho Segundo o Espiritismo, capítulo VI – O Cristo Consolador)


Beijinhos...

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Fofurices com potinhos de vidro

Lindonas!

Ando meio afastada de minhas caixinhas por causa do pouco tempo, então, no início da semana, só para ficar um pouquinho feliz, peguei uns potinhos de vidro, papéis fofinhos e tesoura. E mãos a obra...

O EX-potinho de geleinha:

O EX-pote redondinho de plástico:

O ex-pote de geléia:

Só na tampa do potinho de geleinha foi que usei cola para fixar o círculo branco. Para o restante, cortei uma tira maior do que a largura dos potes e coloquei por dentro.

O potinho de geleinha foi para os clipes, o redondinho de plastico ficou com os grampos do grampeador e marcador de livro. Já o pote de vidro maior foi só para decorar mesmo, coloquei fotos do Rio antigo (isso mesmo, o mesmo que usei aqui).

E a família reunida:

Depois vi a sugestão de um blog (Deus do Céu, procurei e procurei, mas nada de achar o bendito blog. Se vcs conhecerem, avisem, pleaseeeee) onde os potinhos eram dispostos de cabeça para baixo (sem tampa) e cada um com uma foto dentro. A composição de todos juntos, de vários tamanhos e formas, ficou um arraso.  Um visual bem legal! Estou a procura de outros potinhos de vidro para colocar fotos e fazer jogo com esse. Bem original, não acham?

Beijinhos...

terça-feira, 18 de maio de 2010

Um recadinho e uma inspiração

Olá, meninas!

Alguém tem um pouquinho de tempo pra vender? rsrs É, gente, estou conseguindo postar e responder a vcs diariamente, mas minhas queridas pecinhas ficaram de lado. O máximo que tenho feito é decorar alguns potinhos que eu adoro reciclar e que são mega rápidos de fazer. Mas nada das minhas tintas, pincéis e caixinhas de mdf...

Isso porque só tenho após o trabalho para me dedicar ao blog e ao artesanato. Então já viu, ne!

Pensei, pensei e o negócio é o seguinte: um dia vai ficar dedicado ao bloguinho e o outro as minhas peças, ok? Não é perfeito mas eu me sinto melhor por conseguir me dedicar aos dois e sem cair muito na qualidade.


Para esse post não ficar apenas de blá-blá-blá, e combinando com o post de domingo, vou mostrar algo que fiz pro namorado de Páscoa. É, faz tempo, né. rsrs Eu não queria dar o de sempre, ovo de Páscoa ou caixa de bombons, até porque ele nem gosta muito de chocolate, então decidi dar algo referente ao novo hobby dele... E o que foi? Vcs arriscam? Uma miniatura de avião.


Para dar o toque final para a Páscoa, cortei cinco pedaços de fitas de tamanhos diferentes, e  amarrei cinco bombons na ponta de cada fita. Depois juntei a outra ponta de todas as fitas dando um nó e amarrei na parte de trás do aviãozinho.


Beijinhos...

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Nas areias de Copacabana

Oie!
Como foi o findi? Espero que ótimo!

Pra começar bem a semana vou mostrar uma peça que gostei bastante do resultado: uma caixinha para guardar fotos. Eu já tinha comprado essa caixinha faz tempo, o papel com motivos do Rio antigo foi comprado junto, mas não tinha me batido aquele tchan ainda, sabe. Então os dois ficavam de ladinho. Até que ela já estava a tanto tempo no armário, que decidi tomar vergonha... rsrs


Essa foi minha primeira peça preta também. Quis fazer algo clássico, sem muitas técnicas. O charme seria o preto e a calçada de Copacabana no detalhe. Nem deu muito trabalho e o resultado ficou ótimo. Aliás foi minha primeira peça vendida.

Meu único problema é que, na tampa, além das fotos antigas, eu tentei fazer um craquelado incolor, mas não deu certo. O craquelado ficou muito fininho e não consegui preecher os sulcos do craquelê com a pasta dourada. Uma caca... Então, passei pasta de parede para cobrir os sulcos e colei outro papel em cima.

E aí? Gostaram? Fora a caquinha, né!

Beijinhos...

domingo, 16 de maio de 2010

Ajudante das artes alheias

Oi! Oi! Oi!

Um postizinho só para deixar registrado que lembrei de vcs e mostrar as artes que aprontei nesse domingo... E olha que hoje eu fui só ajudante, hein. É que ajudei namorado a cortar isopor para as artes dele: aeromodelismo. Foi difícil pegar o jeito, mas no final foi. Olhem só:


Cortamos as asas para o novo brinquedinho dele (as originais haviam quebrado). Dessa vez lembrei de tirar foto de todo o processo: namorado marcando o isopor, colocando peso para o corte ficar direitinho, eu e namorado cortando com o cortador que ele próprio montou (a mãozinha de cá é a minha rsrs), e depois nossas produções. Ele gostou do resultado e isso é o que importa. Agora ainda falta entelar (encapar com uma fita especial para isso), fazer a parte mecânica e elétrica para dar movimento as asas, e re-montar o aviãozinho todo. Depois eu posto a obra de arte montada (ai ai ai, vou ter que lembrar disso!!!!).

Ótima semana para vcs!

Beijinhos...

sábado, 15 de maio de 2010

Não era um PAP mas acabou quase virando um...

Olá!!! Tudo bem com vcs? Animadas para o final-de-semana?

Aqui vamos nós para mais uma pecinha das que amei o resultado... Na minha ultima ida a Barra do Piraí, aqui no Rio, passei em uma lojinha de artesanato e, como era de se esperar, comprei mil e uma coisas. rsrs E dentre elas, um guardanapo lindo de vaquinhas. E sabe como é, quando vc acha um papel ou um guardanapo assim, lindo de morrer, a peça e a técnica a serem usadas tem de ser a altura. rsrs

Então pensei, pensei... E lembrei de ter visto algo sobre massa corrida para fazer textura, nessas minhas andanças. Peguei aquela massa para colocar em parede mesmo e mãos à obra. Como estou com preguicinha, vai só o que eu fiz sem um PAP direitinho, mas se vcs tiverem alguma dúvida e insistirem 3 vezes (é, tenho que dar uma valorizada né rsrs), eu explico melhor.

Aliás, deixa eu falar uma coisa aqui... Qualquer opinião, sugestão, dúvida, reclamação (não muitas ao mesmo tempo tá rsrs), é só comentar ou me mandar mail. Vou ficar feliz demais!

E vamos parar de enrolar e mostrar a peça...


Resuminho: depois do básico (tinta branca na tampa e lixar, eu colei o guardanapo tortinho mesmo para dar um charme a mais. Depois passei duas camadas de massa de parede com uma espátula ao redor do guardanapo e na lateral da tampa. Deixei de propósito as marcas para dar uma textura diferente. Depois, pintei de branco por cima. Tudo com muito cuidado para não pegar muito o desenho. Na lateral da caixa, pintei e colei umas tirinhas do próprio guardanapo. Colei feltro vermelho tanto no interior da caixa, quanto no fundo da caixa e no fundo da tampa. Sobre essa parte de colar tecido no interior e no fundo da caixa, a Aline, do Entre Pincéis, já explicou muito bem aqui e aqui. Colei também um frufruzinho para arrematar. No final, passei verniz acrílico brilhante na tampa, porque não queria que ficasse com muito brilho. E na caixa, passei verniz geral, justamente pelo brilho. Ah, não passei nada por cima do feltro, viu.

Não me contenho, ne. E isso foi só um resuminho rsrs. Espero que tenham gostado!

Um final-de-semana liiiindo para vcs, viu! Aproveitem!

Beijinhos

Editado em 16/05/2010...
Ops... havia esquecido de colocar os links para o blog da Aline.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

E nada se cria, tudo se transforma...


Está certo que a lei de Lavoisier foi sobre Conservação das Massas (viu para que serve o canudo de Engenharia??? hahaha), mas como nós também não somos nada bobos, podemos estender essa máxima para outros assuntos. Por exemplo, a reciclagem.

Então, estava eu, voltando de viagem, em pleno sábado, depois de mais de 13 horas de viagem, sem dormir, extressada, até namorado ganhou esporro, coitado... rsrs Então, estava eu lá, pensando, o que daria para as mamães aqui, ou seja, a minha, vovó, sogra e mãe da sogra. Putz... Logo agora que estou com o lema "Contensão de despesas total" ???

Comecei a revirar as minhas coisas e tive uma idéia que namorado não aprovou, mas eu gostei... Sabe aqueles vidrinhos de hotel com shampoo, sabonete e tal? Então, nos últimos dois hotéis que fui, os vidros eram bem legais, não eram daqueles que parecem até de motel... Como, agora, tudo que acho charmosinho, eu trago para casa, trouxe esses. Juntei os shampoos e cia com duas latinhas pequenas de batatas Pringles e uma caixinha plástica de catupiry... E tcha-rã-rã-rããã...

Olha só se não ficou uma gracinha o antes e o depois...

ANTES:

DEPOIS:


ANTES:

DEPOIS:

Para fazer foi fácil. Dei uma xeretadinha em um dos blogs que amo, As peripécias de Eva, e me inspirei nesse post aqui. Juntei uns papéis, fitas e botõezinhos roubados da mãe, e pronto. 

Só umas coisinhas... Para colar o papel na latinha de batata, como a lateral já era de papelão, o melhor é colocar cola, uma largura de um dedinho ou menos, em todo o redor da parte de cima e de baixo da latinha. Não coloca em toda a lateral da latinha não, se não o papel fica enrugadinho. Colei o papel e a fita com cola normal. Já os botõezinhos, usei daquelas colas que colam de tudo (super bonder). Mas tem que tomar cuidado. Colou, ficou. Não dá tempo nem de chegar pro ladinho. Vc pode usar também cola de isopor (eu não tinha) ou cola quente (detesto aqueles fiapinhos de cola que grudam em tudo rsrs). Depois passei verniz acrílico brilhante no papel, duas demãos. Na caixinha de catupiry, usei cola normal para colar o papel e a fitinha. Depois também passei duas demãos do mesmo verniz. Só não gostei muito do resultado da cola normal no plástico. Se alguém souber qual o melhor tipo de cola para fixar papel em plástico, por favor, helppp... Minha solução para não descolar, foi colocar uns pinguinhos de cola super bonder nas extremidades... rsrs

Beijinhos...

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Feliz! Feliz!

Lindas!!!

Quando pensei em criar um blog pensei que seria apenas para mostrar minhas peças e vendê-las, sem nada pessoal. Mas como fazer isso se sempre me dei tão bem com a palavra escrita? Com as letras eu me transformo de uma menina que quase não fala, em uma pessoinha que não se contem. rsrs Comecei a ver outros blogs para ver oitros exemplos, e vi de tudo nessa internet-de-meus-deus, todo tipo de blog, tanto os superprofissionais quanto os escrachados.

O que sempre veio em minha mente era como eu poderia ser eu mesma sem esbarrar na minha própria privacidade. Logo eu que sempre presei tanto por ela...

Aqui estou sendo eu. Só euzinha. Claro que um eu mais bonitinho, mas, verdadeiramente o que sinto.

Além disso, pelo computador não conseguimos sentir o outro. Como seremos recebidos, se seremos claros naquilo que sentimos e passamos para o papel, ou melhor, para o computador. Então escrever um post um pouco mais pessoal, onde expomos nossos sentimentos... Pelo menos para mim fica uma pulguinha atrás da orelha. Será que não estou sendo pessoal demais? Será que já não falei muito sobre mim? Será que não estou fugindo do propósito do blog?

Nessa hora eu paro e digo pra mim mesma: "mas eu estou experimentando, não estou, então me deixa neura (plagiando um comercial de produto de limpeza rsrs)". E sigo fazendo o que tenho vontade. Com o tempo, estou até pensando em fazer uma pesquisa para saber o que vcs gostaríamos de ler aqui. Mas vamos deixar isso para mais um tempinho.

É por isso que as vezes escrevo coisas mais minhas, sabe. Assim vou experimentando a escrita por esse novo meio, tenho a possibilade de conhecer pessoas diferentes.

Surpreendo-me, no meio de tudo isso com os comentários mega carinhosos de vcs. Como adoro escrever, amo quando vcs deixam suas opiniões, suas mensagens. "Recebi mais um! Caraca, mais outro! Que lindo!" E por aí vai. Incrível como temos sentimentos parecidos com pessoas que nem conhecemos, muitas vezes nem sabemos sequer qual o rosto.

Fico muito feliz mesmo, do fundo do coração! Obrigada, lindinhas!

Não acredito no acaso. Não viemos aqui para a Terra sem um propósito, sem fazer aquele plano que sempre fazemos antes de qualquer viagem longa. Claro que, como em qualquer outro planejamento, a realidade difere um pouco daquilo que foi pensado, mas o o objetivo principal está lá. Esse não deixamos para trás. Sermos felizes, melhorarmos como seres humanos, cooperarmos com o universo e com as pessoas ao nosso redor.

Beijinhos...

Editado dia 13/05/2010 às 23:10...
Nada é por acaso. No dia que estou mais triste, mais desanimada, passo aqui e vejo esses recadinhos liiindos demais... E eu nem queria muito ter postado esse, iria deixar para depois. Mas postei e olha só o resultado!!! Engraçado como funciona tudo isso né. Apesar de todo o lado frio da internet, conseguimos ser mais puros aqui dentro, deixar nossa alma. E, assim, encontramos outras pessoas com as mesmas intenções que as nossas. Atraímos para nossas vidas aquilo que pensamos. Obrigada, meninas! Acabei de receber um mega abraço virtual de vcs!!!

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Caixinha de remédios reciclada

Meninas!!! Final de semana chuvoso aqui no Rio, ótimo para refazer as energias. E apesar do solzinho que não dá o braço a torcer, a semana começou bem fria.
Ainda em ritmo de Dia das Mães, vou mostrar uma peça muito simples que customizei para minha avozinha. Ela sempre usou uma daquelas latas redondas de biscoito para guardar os remédios. Como eu queria fazer uma aula de pintura em aço, peguei a pobre latinha de cobaia. Não tirei uma fotinha do antes, só tenho o depois. rsrs


E o PAP está aí embaixo...

Material utilizado:
1. Peça em aço
2. Lixa d'água 120
3. Galvanizante
4. Tinta PVA branca
5. Tinta PVA bege
6. Tinta PVA marrom
7. Papel para decoupage
8. Cola para decoupage
9. Verniz acrílico brilhante
10. Tesoura
11. Pincéis diversos macios (largo, chanfrado, fino)
12. Estopa
13. Potinhos para misturar tinta (pode ser aqueles copinhos descartáveis para cafezinho ou alguma tampa plástica)
14. Trincha para a cola
15. Saco plástico limpo
16. Álcool (aquele usado em casa mesmo)
17. Pano ou guardanapo
19. Água filtrada

Como fazer:
1. Lixe toda a peça para que o galvanizante possa penetrar na peça;
2. Passe um pouco de álcool em um guardanapo ou pano e limpe toda a peça;
2. Passe duas demãos de galvanizante. Espere secar entre uma demão e outra;
3. Pinte a peça com a tinta branca. Espere secar e pinte novamente;
4. Coloque em potinho um pouco de tinta bege, se a tinta for escura, coloque algumas gotinhas de água filtrada. Faça um chumacinho com um pedaço de estopa e umedeça. Umedeça a estopa na tinta bege, tire o excesso e dê batidinhas por onde está pintado de branco;
5. Na lateral de baixo da peça, passe cola com a trincha onde vc vai decorar com o papel de decoupage e espalhe bem. Cole os motivos (eu usei uma caixinha para ficar mais bonito, afinal tinha que caprichar pra vovó). Com a ajuda de um plástico limpinho, passe os dedos por cima do papel colado para esticá-lo;
6. Pegue outro potinho e misture um pouquinho de tinta marrom com algumas gotinhas de água filtrada para diluir e facilitar a pintura. Pegue o pincel fininho e passe na tinta marrom diluída e tire o excesso. Faça uns risquinhos paralelos na lateral da caixa, onde não está decorado com o papel;
7. Agora vamos para a tampa da peça. Pegue o pincel chanfrado, umedeça e passe apenas o biquinho na tinta marrom diluída. Passe o pincel no limite da lateral da tampa para fazer um sombreado. Como a caixa é redonda fica mais difícil, mas vc pode treinar essa técnica em um pedaço de papelão;
8. Com o mesmo pincel usado no passo 76, faça um quadriculado na tampa (apenas na parte de cima). Mas em vez de fazer linhas retas, faça linhas com umas ondinhas;
9. Escolha os motivos para colar em cima da tampa. Vc pode colar alguns motivos pequenos nos quadradinhos que vc criou. Para colar o papel siga o passo 5;
10. Nos quadradinhos que sobraram faça pequenos desenhos usando o pincel fininho e a tinta marrom diluída. Pode ser coraçõezinhos, espirais, estrelinhas;
11. Depois de secar bem, passe o verniz por toda a peça. Lembre que o melhor a fazer é passar o verniz só no dia seguinte, após a peça estar realmente seca.

Adoro peças recicladas. O meio ambiente agradece, e o resultado fica lindo!!! E o que acharam?

Beijinhos...

terça-feira, 11 de maio de 2010

Papo entre comadres

Perseverança. Esta aí algo que não é tão simples. Perseverar naquilo que se deseja, não desistir apesar das dificuldades que sempre vão aparecer, ir até o fim naquilo que se propôs. Mas como ter certeza daquilo que se quer? O "para sempre" é algo que assusta. Escolher a profissão que se deseja fazer para sempre, o que irá me deixar feliz para sempre, o que farei no futuro que vai me deixar feliz para sempre?
Que complicação! Como disse o "maluco beleza" Raul Seixas, sou uma metamorfose ambulante. E da mesma forma que isso me complica, por exemplo para saber o que farei, isso também me deixa feliz, porque sou alguém que não foge de mudanças. Somos seres humanos rumo a perfeição, estagnar-se não é normal.
Quando estava fazendo o pré-vestibular (ihhh vai começar a sessão flashback), escolhi ser engenheira porque foi uma das profissões que gostei. E por que gostei? Não sei ao certo. Eu sinto e pronto. E assim, o que eu sinto passa a ser verdade para mim. Também tinha gostado de astronomia (mas entrar no mercado de trabalho seria difícil) e de engenharia genética (naquela época não havia graduação, apenas pós na USP).
Sempre tive o maior orgulho de ser engenheira. Sim, sou mulher, engenheira e inteligente. Além de modesta também. rsrs Fiz mestrado, mas isso foi um parto. Depois o primeiro trabalho (é tenho um tempo diferente de fazer as coisas, talvez tenha nascido de 10 meses rsrs). Trabalhei bastante mas não exatamente com algo que eu gostasse. O meu segundo trabalho já começou diferente, viajei logo na primeira semana. Viajar é bom, conhecer outras pessoas, ter oportunidades que provavelmente não teria antes.
Essa vida seria muito mais interessante em outro momento, antes de eu querer fixar raízes, formar uma nova família, sabe. Mas como disse, vivo em um ritmo um pouco mais devagar. Se estou feliz com o que faço? Me encontrei profissionalmente? Sim, posso dizer que sim. Tenho orgulho do que faço e, agora, também me conheço mais. Sei que adoro estar com pessoas, saber de tudo um pouco, estudar e escrever. E trabalho exatamente com isso.
Mas eu ando querendo mais, sabe, e, além disso, essa vida atual não combina muito com o próximo papel que pretendo desempenhar, o de mãe.
E aí, o que fazer? Foi nesse contexto que surgiu o artesanato. Além de trabalhar com pessoas, poder saber varias técnicas, estudar sobre isso e escrever através do blog, teria tempo para os meus futuros pimpolhos.
Mas, pensando direitinho nisso tudo... Será que se eu deixar esse frenesi do mundo de TI, vou ficar feliz? Ou vou acabar culpando os meus filhos? Não, isso jamais. Sei a consequência de uma coisa dessas na vida de uma pessoa. Mas como fazer para ficar com eles, cuidar da educação e tudo o mais? Ter filho sempre foi uma responsabilidade e tanto pra mim. Tanto por estar conduzindo nesse mundo almas que possuem a sua própria história, quanto pelo exemplo dos pais acabar moldando o caráter dos filhos.
E, no meio disso tudo, meu pouco tempo para me dedicar a fazer minhas peças e dar atenção ao blog como deveria. Nada é tão fácil, por isso me deu uma desanimadinha, sabe. Vamos dizer que eu estou em um momento pensativo.
Se eu estou pensando em desistir? Não, não é nada disso. Vou apenas diminuir a velocidade e ver, ou melhor, sentir para onde eu devo ir. Eu gosto de sentir as coisas, lembra, inclusive a mim mesma. Acredito que a resposta esteja dentro de mim mesma. Então fico quietinha para poder me escutar melhor e escutar melhor a vida. Como se eu estivesse com uma plaquinha assim: "AGUARDANDO DECISÕES". rsrs


Beijinhos...

Me gusta mucho

Ufa, estou de volta... Foi bem cansativo, sabe. Viagem de 13 horas, 3 horas a menos no fuso horário, sem dormir direito a noite, comida diferente, e pessoas mega armadas na rua. Assim foi minha viagem a Guatemala.
Os rostos bem latinos, um mixto de amabilidade e rispidez. E as cores... Quantas! Fiquei triste por não ter conseguido ver nada da cidade, de não conhecer as construções maias, de não ter visto o cotidiano das pessoas... Mas o medo era grande. Aqui no Rio a gente houve sobre violência, até chega a estar presente em algumas delas, pode ouvir tiros de dentro de sua própria casa, mas pelo menos eu não tinha visto gente tão armada. Então começou a dar um dó de não ter feito nada.
Pensava na oportunidade que tive por estar lá e nenhuma fitinha, nenhuma lembrança.
Veio a hora de vir embora, check-in feito já não tinha mais jeito... Mas aí meus olhos começaram a brilhar. Lá no aeroporto havia umas lojas bem artesanais e simples, então fiz a festa. Alguns para dar de presente, e outros para mim.



Oportunidade é algo que a gente tem que aproveitar, se não, passa. Mas quando a gente quer alguma coisa, o universo conspira a nosso favor.

Beijinhos...

terça-feira, 4 de maio de 2010

Patina com cera

Oie! Tudo bem com vcs?
Aproveitei a dica de uma pessoinha muito 10 que conheci aqui na blogosfera  e fiz uma caixinha que fiquei muito feliz com o resultado. Obrigada Dri!
As técnicas que usei foram patina com cera, decoupage e flocagem. E ainda colei cortiça no fundo.



E aí vai o PAP...

Material necessário:
1. Caixa de mdf
2. Tinta PVA branca
3. Tinta PVA preta
4. Tinta PVA verde
5. Lixa d'água 400
6. Vela (aquelas que usamos quando falta luz)
7. Papel para decoupage
8. Cola para decoupage
9. Cola de contato
10. Cortiça para colar no fundo da peça
11. Floc na cor preta
12. Verniz geral
13. Verniz acrilico brilhante
14. Pinceis de cerda macia
15. Trincha para a cola
16. Cartão de crédito antigo
17. Tesoura
18. Estilete

Como fazer:
1. Escolha uma boa peça de mdf;
2. Passe um pincel seco para tirar a poeira. Costumo usar também um pedaço de malha úmida (não pode deixar a peça úmida) e passar por toda a peça;
3. Pinte a parte de fora da peça com a tinta PVA branca;
4. Pinte a parte de dentro da peça com a tinta PVA preta;
4. Espere secar bem e lixe a peça toda, por dentro e por fora. A caixa vai ficar bem lisinha;
5. Pinte as laterais de fora, tanto da caixa quanto da tampa, de verde. Não precisa pintar o fundo da caixa e a parte de cima da tampa;
6. Espere secar e passe a vela onde está pintado de verde, ou seja, nas laterais de fora da caixa. Dica: passe a vela deitada sob as laterais, como se fosse um giz de cera;
7. Dê duas demãos de tinta branca por onde vc passou a vela. Espere secar entre uma demão e outra;
8. Passe a lixa, com cuidado, pelas laterais da caixa. Como vc passou a parafina (da vela), a tinta branca vai sair com facilidade e a tinta verde vai começar a aparecer. Vc escolhe o efeito que quer dar a sua peça, pode lixar mais ou menos, pode ser a peça inteira ou apenas algumas partes;
9. Com a ajuda da trincha, passe cola na tampa da peça e cole o papel para decoupage em toda a tampa. Dica: puxe bastante a cola em todas as direções, se vc deixar aqueles altinhos da cola, o papel irá enrugar. Eu costumo deixar quase transparente. E eu tb passo a cola por partes, uma vez que a tampa da caixa é grande. Para esticar use um cartão de credito antigo;
10. Corte a base da peça na cortiça. Passe a cola da mesma forma como se fosse colar o papel para decoupage e cole a cortiça (ver o item 9). Coloque algo pesado no interior da peça para que a cortiça fique bem colada;
11. Passe cola de contato no interior da peça e espere por cerca de 10 a 15 minutos, até ficar mordente. Nesse momento, coloque uma boa quantidade de floc no interior da peça (eu coloco quase metade do floc que vem no potinho). Feche a caixa e balance bastante a peça (FECHADA, hein!) para que o floc grude em todos os espaços. Como a tampa é sempre maior, pegue um tampo de qualquer outra coisa que seja maior que a tampa (eu uso um disco de isopor, aqueles que vem com pizza congelada), coloque mais floc e balance bastante. Deixe a peça paradinha por mais uns 30 minutos. Depois passe a trincha limpa pela peça para tirar o excesso do floc;
12. Com um pincel fino faça uns riscadinhos na tampa, onde vc colou o papel, com a tinta branca para fazer o acabamento;
13. Passe verniz acrilico nas laterais da peça para não dar muito brilho na parte da patina com vela;
14. Passe verniz geral na parte de cima da tampa, onde vc colou o papel de decoupage para ficar com um brilho a mais.
Viu, agora sua peça está prontinha. E nem é tão dificil de fazer!!! O que vcs acharam?

Algumas observações:
- Quando usar o floc, sempre pinte o interior da peça da mesma cor do floc. Assim, se durante o uso sair um pedacinho do floc, ninguém vai ver a cor do mdf, e sim a mesma cor do floc.
- Mesmo que vc cole papel de decoupage em toda a extensão da peça, sempre faça uma base com tinta PVA branca e depois lixe. Assim, o papel vai ficar bem lisinho. Se vc for colar guardanapo, pintar e lixar é quase uma obrigação. Isso pq o guardanapo é muito fininho, e se vc deixar a peça crua, as cores do guardanapo vão ficar alteradas com o fundo em tom de madeira.

Só tive dificuldade em uma coisa: tirar todo o floc do interior da peça. Tirei bastante já, mas quando eu passo a mão no interior da peça ainda sai um pouquinho de floc. Será que tenho que passar algo mais áspero, tipo escova de dentes? Helpppppp!!!!

Beijinhos a todas e uma ótima semana!

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Volto já...



Olá meninas!!!
Só pra avisar que devo ficar ausente até a próxima semana. Amanhã vou viajar a trabalho e, como foi meio em cima da hora (como tudo, aliás, nessa empresa rsrs), não tive tempo de fazer os posts programados. Dependendo de como for, eu vou fazer uma forcinha pra nossa casinha não ficar tão abondonada...
Beijinhos e já estou com saudades... Snif snif snif

sábado, 1 de maio de 2010

Quantas duvidas...

Olá meninas!
Já perceberam como está o nome da pagina do bloguinho? Pois é. Quando eu mudei o nome para A Casa da Tricia, namorado gostou tanto que quis registrar um domínio pra mim. E como quem sugere é quem corre atras rsrs ele acertou tudo pra mim: domínio, migração no Blogger, criação de email. Namorado inteligente e parceiro é tudo de bom né. Mas é melhor parar de elogiar senão já viu né, é dar muita moral! rsrs
Aos pouquinhos a casa vai ficando arrumadinha. Ainda tenho que colocar as fotos de peças que já fiz, acertar o email novo, essas coisas. No inicio pensei em só anunciar meu blog quando já estivesse tudo certinho, mas não deu pra esperar não. Ansiedade é uma coisa...

Mudando de assunto, ou melhor, indo ao assunto... rsrs
Estava eu, dia desses, passeando por minhas anotações no celular e...

PS: Todos os dias tenho duas horas perdidas do meu dia dentro do metrô. E quem precisa usar o metrô do Rio, sabe do que estou falando, é uma coisa, apertado, demorado e coisa e tal. Então, eu leio, escrevo no celular, escuto musica... Aproveitamento do tempo, entende. rsrs

Então, estava relendo minhas anotações e achei uma muito legal. Sobre algumas duvidas que tinha no inicio (e ainda tenho, é bom frisar). Eu anotava para perguntar para alguém depois.

1. Como usar o estêncil ou molde sem borrar?
    Não colocando muita tinta, assim o molde deve ser preenchido aos poucos.

2. Verniz pode ser passado na peça inteira? Incluindo interior e fundo? Caso contrário, como protegê-los?
     Sim, o verniz pode e deve ser usado na peça inteira, uma vez que devemos ter o mesmo cuidado com o interior da peça. Mas pode-se usar também cera para um acabamento sem brilho ou verniz spray para alguns tipos de pintura que podem ser danificadas com as pinceladas do verniz, como é o caso de algumas técnicas de marmorização. Também podemos usar tecido ou papel no interior para termos um acabamento melhor.

3. Qual material deve ser utilizado para fazer o esfumaçado na peça: algodão, esponja, pano?
    Pode ser feito usando todos esses materiais, depende de qual vc se adapta melhor. Vc também pode usar um pedacinho de estopa ou esponja marinha (essa dá um acabamento super legal e vc pode comprar em lojas de artesanato).

4. Por que existem tantos tipos de vernizes diferentes?
    Isso eu só fui aprender depois. Vc escolhe um verniz pensando em qual efeito vc pretende dar a peça. Se for algo mais fosco, pode-se usar Verniz acrilico brilhante. Se for necessário uma cobertura melhor com brilho, tem o Verniz geral. Também existem outros tipos. Alguém ai sabe explicar?

5. Qual a finalidade de diversos tipos de cola?
    Até o momento não usei nenhum tipo de cola específico, apenas cola para decoupage (até cola comum) e cola de contato para colar o floc. Se alguém souber, é só meter o bedelho.

6. Por que o verniz que uso fica colando?
    Porque eu sou muito impaciente e não espero o dia seguinte para passar o verniz. rsrs Principalmente para uma peça de madeira, é necessario que a tinta seque completamente para só depois passar o verniz.

7. Como fazer para pintar locais de encaixe como uma divisória?
    Aí não tem jeito, o melhor é não passa tinta mas tomar cuidado para não ficar mal acabado. Eu passo tinta no limite de não ficar a mostra. Se a tinta for escura eu dou só uma demão da tinta. Outra coisa tb é, ao comprar a peça, verificar todos essas coisas

Meninas, e vcs podem me ajudar com essas outras?

1. Como fazer listras sem borrar? Não adianta, não consigo fazer nem uma linha reta, quanto mais pintar retinho.

2. Fundo da caixa de uma cor e lateral da caixa de outra, ou tampa de uma cor e interior da tampa de outra cor: como fazer para uma cor não passar para a outra?

E vcs tem mais alguma dúvida do inicio que queira compartilhar? É só comentar então.

Um lindo final de semana para todas!!!

Beijinhos

Editado em 16/05/2010...
Não deixem de ler os comentários desse post. Tem uma dica melhor do que outra...
Brigadinha, viu, meninas. Vcs são uns amores!!!